terça-feira, 8 de setembro de 2009

O Primeiro Ato.



Quero escrever sobre nós
Sobre o que acontece naquela hora
Quando a vontade nos devora
E o tempo como que por encanto
Evapora
Quero falar do desatino
Da nossa pequena loucura
Aquela aflição
Vontade louca
Fissura
Paixão!
E o que falar do beijo?
Do sorriso malicioso do desejo?
Do teu olhar delicioso
Me chamando pra dançar?
Ah nessa hora...
O verbo pede a forma
Dançamos fogo noite a fora
Disputamos língua, suor, o ar
Atados
Entrelaçados
A sós
Sem pressa de terminar
Quero escrever assim
Com sujeito e predicado
Com tempero, com cor de pecado
Quero escrever pra mim
E nas curvas do teu fim
Ser o começo de tudo
O primeiro ato
Do melhor amor do mundo

4 comentários:

Cris de Souza disse...

Teu cantinho é acolhedor !
(delícia de versos)

grêmio disse...

=D

=***

anazézim disse...

Casca, eu estou apaixonada, logo sabes o que achei da letra. Não, não é porque estou apaixonada. Aliás, tu nem sabe pelo o que me apaixonei... cara, que letra maravilhosa, como a Cris disse, delícia de versos. Ah, amei!

*Thaty**** ***** disse...

sem palavras...♥*♪