segunda-feira, 18 de julho de 2011

Básico.


Adoro ver você dormir
Gosto da tua aceleração
Das tuas frases indignadas
Dos versos sem respiração

Adoro ver você sorrir
E esse olhar de exclamação
Quando reclama por quase nada
Ou quando chora por atenção

E eu não sei se você percebeu
E eu acho isso tudo engraçado
Dizem que o amor ataca a gente assim
E a gente acha que está tudo errado

Quem sabe o que o mundo vai dizer?
Quem sabe a gente vire uma canção?
Você pode até desafinar
Que eu te acompanho com o violão

Um, dois, três, quatro, cinco, seis
Agora a gente inventa um refrão
Você ri do verso que eu tentei
Do nosso amor às vezes sem noção

Eu tento sete, oito, nove, dez
Quem sabe um outro truque pra acabar
Você diz "te amo pra sempre"
E eu acho perfeito para terminar.

Letra & Música: Alexandre Leeh

Um comentário:

Meri D. disse...

É gostoso de ler o seu catador de versos sabia.

Parabéns Ale.

P.S. Conheço alguém que usa muito isso: "Quem sabe".

Beijos.
Merikol