sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Alvorecer.


Um dia a saudade
Resolveu ir embora
Levando de mim
As lembranças que outrora
Pareciam saber
Os segredos mais caros
Sentimento tão raro
Que eu queria esquecer

Então a saudade
Moça leve e faceira
Num instante, num impulso
Assim meio brejeira
Fez pouco caso do meu
Coração desafinado
E mudou meu compasso
Me trazendo de volta, você.

Foi assim que um dia
Brisa leve se fez
Anunciando na aurora
Teu perfume outra vez
E nos versos do samba
Que a vida amarga escreveu
Deus me trouxe a doçura
Esperança enfim, renasceu
P'ra morrer nos teus braços
Paraíso que encontro
Num beijo teu.

Letra & Música: Leeh

2 comentários:

Giu Missel disse...

hum...bom ein....

tirando o coelho do cartola?
rsrsrs

bjo!

si disse...

Parabéns Leeh!!!
LINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO...Amei!
A saudade tem dessas coisas às vezes nos mata de dor com as lembranças e depois desaparece sem deixar vestigíos.

Grande bju!