quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Quimeras.


Quisera nesse momento tocar teu rosto
E no calor da tua pele encontrar resposta
Pra tudo aquilo que sonhei outrora
De encontrar no outro uma alma disposta
Pra brincar de felicidade
No café da manhã ou num fim de tarde
Pelas ruas, pelos parques da cidade
Quisera eu nesse minuto
Te fazer sorrir com intensidade
Mas sou um mero poeta
E minhas palavras por vezes se confundem
São tantas e com tal força
Que me espanto e custo acreditar
Que basta o pensamento vagar solto
Para em plenitude te encontrar
A voz doce, o sorriso terno
O olhar de carinho
O abraço demorado
Enfim tudo é saudade
No desejo de contigo estar

By Leeh

Um comentário: